Inicio Mundo

Trump quer Congresso proibindo aborto no final da gestação

Em seu discurso do Estado da União, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, defendeu restrições ao aborto no final da gestação na noite de terç

Joe Biden se esquiva de assumir responsabilidade por escândalos de assédio
Provas conectam laboratório em Wuhan ao coronavírus, diz o Presidente Donald Trump
Maduro diz que aceitaria reunião com Donald Trump

Em seu discurso do Estado da União, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, defendeu restrições ao aborto no final da gestação na noite de terça-feira (5).

Com uma linguagem emotiva, Donald Trump se envolveu em um tema que divide a política norte-americana há tempos.

O presidente dos Estados Unidos clamou:

“Para defender a dignidade de todas as pessoas, estou pedindo ao Congresso para aprovar uma legislação para proibir o aborto no final da gestação de crianças que podem sentir dor no útero da mãe.”

E, segundo a agência Reuters, acrescentou:

“Vamos trabalhar juntos para criar uma cultura que preza vidas inocentes. Vamos reafirmar uma verdade fundamental: todas as crianças –nascidas e não nascidas– são feitas à imagem sagrada de Deus.”

Saber se um feto sente dor ou não é uma questão que foi abordada nos últimos anos com frequência por críticos do aborto, que pressionam por mais restrições em legislaturas estaduais. Não existe consenso médico sobre o tema.

COMENTÁRIOS

WORDPRESS: 0