Saullo Vianna propõe concessão de benefício para pacientes com sequelas pós-Covid

Inicio Amazonas

Saullo Vianna propõe concessão de benefício para pacientes com sequelas pós-Covid

Alguns pacientes, após curados do coronavírus, passam a conviver com limitações decorrentes de sequelas deixadas pela doença. Na tentativa de minimizar alguns dos problemas enfrentados por essas pessoas, o deputado Saullo Vianna (PTB) formalizou proposta, na qual defende, pagamento de auxílio emergencial a ser concedido pelo Governo do Amazonas.

PGR quer investigar o governador do Amazonas por compra de respiradores com sobrepreço de 316%
Governo do Amazonas afasta profissionais de Saúde que protestaram no 28 de Agosto
Em parceria com Governo do Amazonas, prefeitura anuncia construção de 1,2 quilômetros de pontes de madeira em Eirunepé

Alguns pacientes, após curados do coronavírus, passam a conviver com limitações decorrentes de sequelas deixadas pela doença. Na tentativa de minimizar alguns dos problemas enfrentados por essas pessoas, o deputado Saullo Vianna (PTB) formalizou proposta, na qual defende, pagamento de auxílio emergencial a ser concedido pelo Governo do Amazonas.

O parlamentar explica que, as pessoas de baixa renda são as que mais sofrem os transtornos causados pela Covid-19. “Infelizmente, alguns curados ficam impossibilitados de trabalhar devido às limitações que passam a ter no pós-Covid, como dificuldade de se locomover, lesões pulmonares graves e até mesmo, quadros com trombose, problemas cardiovasculares que os impedem de fazer atividades pessoais e também de trabalhar. São essas pessoas que gostaríamos de alcançar com esse auxílio”, disse Saullo.

Na proposta, Saullo ratifica que o objetivo é amenizar a falta de condições das pessoas com sequelas pós-Covid de garantir renda para própria manutenção e da família. O valor sugerido, de meio salário mínimo legal, permitiria a compra de medicamentos e mantimentos dessas famílias.

Para a concessão do referido auxílio, é necessário a comprovação das sequelas por meio de atestado médico, além de receitas dos medicamentos administrados, e visa contemplar pacientes que não possuam renda familiar acima de dois salários mínimos.

COMENTÁRIOS

WORDPRESS: 0