Inicio Amazonas

Presidente da ALE-AM, Josué Neto afirma que equipamentos de proteção estão sendo destruídos na Cema

Denúncia grave em Manaus nesta quarta-feira O deputado Josué Neto fez a denúncia mais grave até agora contra o governo Wilson Lima desde que começou

Professores da rede estadual de ensino do Amazonas entram em greve
Governador de Santa Catarina coloca à disposição do Amazonas leitos para pacientes com covid-19
Governador Wilson Lima deixou o Prefeito Arthur Neto falando sozinho
Denúncia grave em Manaus nesta quarta-feira

O deputado Josué Neto fez a denúncia mais grave até agora contra o governo Wilson Lima desde que começou a pandemia no Amazonas. Durante a live que reuniu os deputados e foi transmitida pelas redes sociais da ALE, ele afirmou que os equipamentos de proteção individual doados para salvar as vidas dos profissionais de saúde estão sendo “queimados” ou “trancados” dentro da Central de Medicamentos do Amazonas.

“Estão mandando inutilizar equipamentos doados. Isso é um assassinato. É pior do que campo de concentração. Eu tenho como provar! Isso é um assassinato senhores deputados. Não conceder os EPIS é falta grave. Mandar inutilizar equipamentos doados é assassinato pior do que campo de concentração”.

Josué disse que fará a denúncia ainda nesta quarta-feira ao Ministério Público. Ele também disse que profissionais não podem se manifestar, ou são demitidos. “Profissionais estão sendo perseguidos e demitidos. Isso é pior do que o Nazismo, pior do que o Hitler. Não sou irresponsável de trazer uma informação falsa a esta casa. Mandar inutilizar equipamentos doados é um assassinato”.

Josué afirma, ainda, que o Governo esconde o número de mortos. “São 100 todos os dias. Não há honestidade em divulgar numero de mortos. A gente sabe que tem cem pessoas morrendo por dia e o índice não aumenta. Desonestidade da sub notificação. Temos 45 pessoas morrendo em casa todos os dias”.

Veja o vídeo: 

Com Informações do Repórter Manaós

COMENTÁRIOS

WORDPRESS: 0