Polícia prende homem suspeito de matar a tiros o próprio irmão na frente do pai

Inicio Polícia

Polícia prende homem suspeito de matar a tiros o próprio irmão na frente do pai

Douglas Marinho Pontes, 25, foi preso na manhã desta terça-feira (7), em uma casa no bairro Jorge Teixeira, na zona leste de Manaus, por ter assassina

Afeam disponibiliza opção de crédito para o agronegócio
Vereador Alonso Oliveira participa de audiência pública sobre Reforma da Previdência
Em quem você acredita? No Governo ou nos profissionais da Saúde?

Douglas Marinho Pontes, 25, foi preso na manhã desta terça-feira (7), em uma casa no bairro Jorge Teixeira, na zona leste de Manaus, por ter assassinado o próprio irmão, Dalison Marinho Pontes, 30, no dia 29 de junho, na Rua Antônio José Saraiva, bairro Compensa, zona oeste. O pai deles presenciou todo o crime.

De acordo com a responsável pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), delegada Marília Campello, os irmãos já tinham um histórico de envolvimento em confusão. “Já havia um histórico de discussão entre ambos, confirmado pelos pais, por outro irmão e também pelo próprio suspeito. E nessa data (29 de junho) acabou nessa tragédia”, informou a delegada.

No dia do crime, os irmãos se desentenderam e Douglas se armou com um revolver e disparou várias vezes contra Dalison. A ação foi presenciada pelo pai deles. “Esse crime aconteceu nas primeiras horas da manhã do dia 29 de junho. Douglas e Dalison se desentenderam e o o Douglas resolveu pegar uma arma na casa da namorada dele. Ele voltou e executou o irmão na frente do pai de ambos. Desde então ele estava foragido”, explicou Campello.

Dalison ainda chegou a ser socorrido e levado ao Serviço de Pronto Atendimento (SPA) Joventina Dias, na Compensa, mas não resistiu aos ferimentos.

O mandado de prisão preventiva em nome de Douglas foi expedido no dia 2 de julho, e por volta das 10h30 desta terça-feira (7) os policiais realizaram a prisão dele no bairro Jorge Teixeira.

Douglas Marinho Pontes foi indiciado por homicídio e será encaminhado para a Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde deverá passar por audiência de custódia, via videoconferência, ficará à disposição da Justiça.

 

Com Informações do Portal da Marcela Rosa

COMENTÁRIOS

WORDPRESS: 0