MP do Amazonas suspeita de vazamento de operação que prenderia prefeito de Manaus

Inicio Manaus

MP do Amazonas suspeita de vazamento de operação que prenderia prefeito de Manaus

David Almeida é investigado por irregularidades na fila de vacinação contra a covid-19

STJ julga hoje habeas corpus de Michel Temer
STF tem dois votos pela condenação de Geddel no caso dos R$ 51 milhões
“Ele tem que pagar pela vida da minha filha” diz Mãe da Miss Manicoré

A divulgação do pedido de prisão formulado pelo Ministério Público do Amazonas contra o prefeito de Manaus pelos episódios de desrespeito à fila de vacinação contra a covid-19 acendeu o alerta de que a investigação, sigilosa, possa ter sido intencionalmente vazada — segundo apurou o Radar.

O pedido de prisão tornou-se público após a vir a público a decisão do Tribunal de Justiça do Amazonas de enviar o caso para a Justiça Federal. A íntegra do despacho, com os nomes dos investigados, passou a circular.

Em nota publicada na sua página na internet, o MP amazonense se manifestou sobre os “transtornos causados pela decisão” e falou em “sentimento institucional de que os interesses coletivos tutelados pelo processo penal encontram-se severamente prejudicados”.

De acordo com a investigação, o prefeito David Almeida (Avante) e a secretária de Saúde de Manaus, Shadia Fraxe, cometeram crime “nos atos de nomeação, nas declarações à imprensa e na lista de vacinação, ao passo em que os indícios de autoria, de de Almeida, são constatados pela sua na censura dos fatos e na tentativa de infirmar o valor probatório da listagem”.

A capital do Amazonas está em estado de alerta há duas semanas diante da grave crise sanitária provocada pela segunda onda do coronavírus.

 

Com Informações do Portal Veja

COMENTÁRIOS

WORDPRESS: 0