Dermilson Chagas diz que sua luta contra a corrupção no Governo do Amazonas continua sem interrupção, independentemente de partido

Inicio AmazonasPolítica

Dermilson Chagas diz que sua luta contra a corrupção no Governo do Amazonas continua sem interrupção, independentemente de partido

O parlamentar anunciou a sua saída do Podemos nesta sexta-feira (9/7) e ressaltou que continua focado no trabalho de defesa dos direitos da população do Estado

Dermilson Chagas e Wilker Barreto assinam requerimento para incluir em nova CPI a investigação de contratos e despesas do Governo do Amazonas
Dermilson Chagas assina CPI da Asfixia e pede mais apoio para pescadores e agricultores do Amazonas
Dermilson Chagas destaca que prisões de secretários estaduais em operações da PF são motivos suficientes para aprovar CPI da Asfixia e afastamento do governador
< br > < br >

O deputado Dermilson Chagas anunciou, na manhã de sexta-feira (9/7), a sua saída do Podemos pelo fato de o partido não oferecer mais condições para um projeto de luta contra a corrupção na administração pública e nem de poder mais defender os direitos da sociedade.

“Hoje, em um momento tão delicado que nós vivemos, no nosso estado e no nosso país, estamos vivenciando uma atitude infantil”, disse o parlamentar, referindo-se ao fato do Governo do Amazonas ter feito mais uma manobra no intuito de calar a oposição. O Executivo estadual convenceu a presidência nacional do Podemos a delegar a presidência estadual do partido ao deputado Abdala Fraxe (Podemos), que é da base do Governo do Amazonas.

“Nesta legislatura, nós já vimos alguns comportamentos semelhantes, como o que aconteceu com o vice-governador, que tiraram dele o partido para atingir um objetivo. Também tiraram os partidos de outros colegas deputados, mas não alcançaram o objetivo almejado. E agora estão tirando o Podemos dos deputados e dos vereadores de oposição com o intuito de nos calar. Mas isso não irá acontecer. O Podemos ficará, portanto, vazio, uma casa vazia, sem conteúdo, desmoralizada, entrando no rol de qualquer outro partido, que faz acordo nos corredores e nos porões. E só podemos dizer que isso é um desgaste moral e ético pra todos os partidos que cometem esse mesmo deslize”, ressaltou Dermilson Chagas.

O deputado lembrou de algumas das várias ações do Governo do Amazonas para tentar calar os representantes da oposição e citou a criação da CPI da Asfixia para impedir que a CPI da Pandemia fosse adiante, da manobra realizada pelos deputados da base do Governo para que os deputados de oposição não fizessem parte desse processo.

“Eles estão achando que com esses jogos infantis irão calar os parlamentares de oposição, mas não irão conseguir porque o nosso objetivo aqui é dar uma resposta à sociedade e não se calar ao desmando do Governo do Amazonas e trazer luz nessa escuridão e nesse caos na gestão pública do Estado, vejam o exemplo de hoje, como amanheceu Manaus, com mais uma operação da Polícia Federal no Governo do Estado. O secretário de Inteligência do Governo foi preso. E eu tenho sempre perguntado ‘Qual o custo para manter esse governador no cargo?’. É uma questão para se pensar no Amazonas, nos que estão desempregados, nos que estão sem segurança pública, sem acesso à educação e à saúde, ou seja, uma falta de política pública generalizada”, afirmou Dermilson Chagas.

O parlamentar disse que a sua saída do Podemos não inviabiliza a sua atuação, porque um deputado de oposição tem como característica principal a resiliência, que é o que o diferencia de políticos de pouca envergadura moral e ética. “Vou continuar trabalhando normalmente”, informou Dermilson Chagas, que disse que não está preocupado em definir uma nova legenda partidária no momento. “Eu estou focado no meu trabalho de defesa da população, que me elegeu e acredita no meu trabalho”.

FOTO: MÁRCIO GLEYSON

COMENTÁRIOS

WORDPRESS: 0