Brasil cancela status diplomático de enviados da ditadura Maduro

Inicio Brasil

Brasil cancela status diplomático de enviados da ditadura Maduro

Brasil informou que corpo diplomático, consular e administrativo da Venezuela deixaram de ser bem-vindos no País.

Polícia Federal conclui que Adélio Bispo agiu sozinho e sem mandantes
“Votaram em mim para eu decidir. E essa decisão da cloroquina passa por mim”, diz Bolsonaro
Derrota dos Opositores: Bolsonaro testou negativo para coronavírus três vezes

O governo Jair Bolsonaro declarou como “persona non grata”, nesta sexta-feira (4), diplomatas da Venezuela que representam a ditadura de Nicolás Maduro no Brasil.

O Ministério das Relações Exteriores afirmou que comunicou ao corpo diplomático, consular e administrativo da Venezuela que eles deixaram de ser bem-vindos em território brasileiro.

Na prática, os funcionários de Maduro podem permanecer no Brasil, mas perdem o status diplomático ou consular, além de imunidades e privilégios garantidos internacionalmente, de acordo com a rádio Jovem Pan.

Em nota à imprensa, o Itamaraty informou que o status de “persona non grata não equivale à expulsão ou qualquer outra medida de retirada compulsória dos venezuelanos do território nacional”.

O governo federal ainda argumenta que tem como prerrogativa usar da declaração “para indicar que um representante oficial estrangeiro não é mais bem-vindo como tal em seu território”.

COMENTÁRIOS

WORDPRESS: 0