Assassina confessa que planejou por dois meses como matar amiga gravida

Inicio Polícia

Assassina confessa que planejou por dois meses como matar amiga gravida

Rozalba Grimm prestou seu primeiro depoimento oficial à polícia pela morte covarde cometida contra a gestante Flavia Godinho Mafra, 24 anos, e admitiu que passou dois meses planejando o crime.

Grávida é assassinada pela melhor amiga e tem bebê arrancado a sangue frio
Paraquedista do Exército é assassinada por assaltantes na frente da família
Mulher é assassinada com 20 facadas e companheiro é suspeito do crime

Além de matar a amiga com estilete e tijoladas, ela penseou milimetricamente como retirar o bebê, correr para o hospital e como faria para atrair a vítima sem que ela desconfiasse.

Local onde o corpo foi achado

O delegado Paulo Alexandre Freyesleben e Silva e o Tenente-Coronel Daniel Nunes, comandante do 12º batalhão da PM, estão com caso que aconteceu em Canelinha, região metropolitana de Florianópolis. O bebê, apesar de ser ferido com o estilete, passa bem.

Rosalba planejou tudo por dois meses

Flávia foi encontrada em uma cerâmica pelo marido e pela mãe. Não se sabe se ela foi morta antes da retirada do bebê, ou se ainda estava viva na hora em que o filho foi arrancado. Rozalba teve um aborto em janeiro, não avisou nada a ninguém, e em junho resolveu que iria matar a amiga e pegar o bebê para ela. As duas eram amigas desde os tempos de escola.

O marido foi preso, mas Rozalba afirma que ele não sabia de nada. “Pelo o que temos conhecimento, parece plausível que ele tivesse ciência da situação”,  afirmou o delegado.

Vítima não desconfiou de nada 

 

Com Informações do Repórter Manaós 
 

COMENTÁRIOS

WORDPRESS: 0