• No products in the cart.

Presidente Jair Bolsonaro cita apoio da Globo ao 31 de março de 1964

“O presidente não considera o 31 de março de 1964 [como] golpe militar”, disse o porta-voz da Presidência, Otávio do Rêgo Barros.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, fez mais um movimento em defesa do que chama de “data histórica“: o 31 de março de 1964.

Assim como no período eleitoral, Bolsonaro citou trechos de um editorial publicado pelo então presidente das Organizações Globo, Roberto Marinho, no jornal O Globo de 7 de outubro de 1984, às vésperas do fim do regime militar.

As publicações foram feitas nesta quarta-feira (27) em seu perfil oficial no Twitter.

O apoio da emissora ao regime militar foi reconhecido pelas Organizações Globo como “um erro”, também em editorial, quase 30 anos depois do texto do patriarca Marinho.

Apesar das intensas críticas da imprensa e de opositores, militares preparam solenidades para o dia 31 de março nos moldes daquelas em que “se comemora um fato histórico em que o Exército tenha tomado parte”.

Sem Comentários

Deixe um Comentário