• No products in the cart.

MP denuncia 53 policiais acusados de integrar PCC

De acordo com investigação do Ministério Público, os policiais libertavam bandidos presos, informavam sobre operações e alteravam documentos para evitar prisões.

Um grupo de 53 policiais militares foi denunciado pelo Ministério Público de São Paulo por suspeita de integrar a facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC).

O promotor Cláudio Henrique Bastos Giannini afirmou que eles “passaram a integrar o PCC e praticaram diversos crimes tais como: concussão, corrupção passiva, falsidade ideológica, violação de sigilo funcional, além do crime de associação ao tráfico de drogas”.

A denúncia foi apresentada na segunda-feira (4) e tornada pública nesta terça-feira (5), registra o EL PAÍS.

De acordo com o Ministério Público:

“O papel dos PMs dentro da organização [PCC] era não reprimir a prática do delito de tráfico, facilitá-lo, informando acerca de alguma operação policial pelo local e até mesmo alterando a verdade em documentos públicos para evitar prisões.”

Em troca do auxílio, os policiais cobravam da organização criminosa uma quantia em dinheiro que podia chegar a até 50.000 reais, dependendo do volume da ajuda.

Sem Comentários

Deixe um Comentário