IML divulga nome de 7 dos 17 mortos no confronto com a PM em Manaus

De acordo com o IML, os corpos estão sendo reconhecidos por meio de impressão digital
 
Manaus – O Instituto Médico Legal (IML) divulgou na noite desta quarta-feira (30) o nome de mais quatro mortos no confronto com a polícia desta madrugada no bairro Crespo, na Zona Sul de Manaus. Com a informação desses nomes, sobe para sete o número de mortos identificados e comunicados a família. 
 
Os nomes divulgados são de Bruno Cardoso Lopes, de 23 anos; Markcleuson Batista da Silva, de 18 anos; Max William Sampaio da Silva Cavalcante, de 29 anos e Lucas da Costa Pereira, de 21 anos. No início da noite, foram confirmados os nomes de Michel dos santos Cardoso, de 27 anos; Erick Osmarino Silva Santos, de 17 anos e de Alexsandro Custódio de carvalho, de 16 anos. 
 
De acordo com o IML, os corpos estão sendo reconhecidos por meio de impressão digital e conforme as famílias vão sendo comunicadas do reconhecimento, os nomes são divulgados para a imprensa. 
 
Até as 17h40 desta quarta-feira (30), o IML já havia identificado os corpos de dez homens que morreram durante confronto com policiais militares no bairro Crespo, zona sul de Manaus.
 
Entenda o caso
 
Um confronto entre policiais militares e traficantes, na madrugada desta quarta-feira (30), terminou com 17 membros da facção criminosa Família do Norte (FDN) mortos. O fato aconteceu no bairro Crespo, na Zona Sul de Manaus.
 
As equipes policiais foram acionadas e flagraram o chamado “Bonde” no beco. Na ocasião, os criminosos reagiram a intervenção policial. No tiroteio, 17 criminosos foram baleados. Eles ainda foram levados para o Hospital e Pronto-Socorro (HPS) 28 de Agosto, no bairro Adrianópolis, na Zona Centro-Sul da capital, onde morreram. 
 
De acordo com o coronel Ayrton Norte, comandante da Polícia Militar do Amazonas (PM-AM), foram três confrontos. O primeiro contra as Cicoms e Força Tática. Logo em seguida, a Rocam chegou para dar apoio. 
 
Na ação, a equipe apreendeu 17 armas de fogo de grosso calibre, entre elas uma submetralhadora e munições. Nenhum policial ficou ferido e não houve prisão. 
 
Colaborou Carol Givone
Com Informações do Portal Em Tempo
Comentários
  • Ótimo trabalho da polícia matando esses vagabundos.

    30 de outubro de 2019

Deixe um Comentário