Exportação de carne suína do Brasil avança 19% em abril

Peste suína dizimou a metade da criação de porcos da China. Doença favoreceu exportações brasileiras.

As exportações de carne suína do Brasil somaram 72,8 mil toneladas em abril, uma alta de 19% em relação a igual período de 2019.

O volume embarcado dos produtos — in natura e processados — gerou receita de US$ 165,2 milhões no mês passado, elevação de quase 32% na comparação com abril de 2019.

As informações foram publicadas nesta terça-feira (12) pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

De acordo com a ABPA, as principais altas foram registradas nos embarques para a Ásia, que possui regiões fortemente afetadas pela peste suína africana.

A associação, que representa os setores de carnes suína e de frango do Brasil, não fez menção a efeitos da pandemia de coronavírus sobre produção e exportações do país, destaca o porta Terra.

Sem Comentários

Deixe um Comentário