• No products in the cart.

Departamento Integrado de Operações Aéreas atua em ações policiais e de resgate

Unidade especializada em multimissões com o auxílio de helicópteros, o Departamento Integrado de Operações Aéreas (Dioa), da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), atua em operações policiais e de resgate. Com policiais treinados, o departamento é fundamental nas ações em que o tempo é primordial para salvar vidas.

Coordenado pela SSP-AM, o Dioa conta com um efetivo de 26 servidores, entre policiais civis, militares e bombeiros militares, além de quatro aeronaves, sendo três helicópteros e um avião experimental.

“O serviço do departamento inclui todo tipo de missão aérea policial, seja ostensiva, repreensiva ou mesmo de caráter preventivo, como ações de inteligência para levantamento de dados e informações estratégicas para as tropas policiais. Também atuamos em missões de salvamento e resgate, além de ações de Defesa Civil”, explicou o comandante do Departamento, tenente coronel do Corpo de Bombeiros, Helliton de Souza Silva.

Em cada operação, a tripulação das aeronaves é composta por um piloto – o comandante de aviação –, um copiloto e até três tripulantes operacionais. “Há uma reunião de um conjunto de técnicas dos Bombeiros, da Polícia Militar e da Polícia Civil em um só local, para tornar o trabalho o mais próximo da perfeição possível”, disse o sargento da Polícia Militar do Amazonas (PMAM), Ronnilso Rego, que atua no Dioa.

Vidas – Além dos servidores com treinamento especializado, o departamento conta com aeronaves multimissões que têm autonomia de combustível para atender ocorrências em todos os municípios que compõem a Região Metropolitana de Manaus (RMM).

Para o sargento do Corpo de Bombeiros, Thiago Braga, a integração entre os órgãos do Sistema de Segurança Pública em operações aéreas é primordial para salvar vidas. “Na parte de resgate, a aeronave é muito versátil. Ganhamos muito tempo, que é o que a vítima precisa, e na parte policial a gente tem uma plataforma muito grande de visão, conseguindo capturar infratores e auxiliar em perseguições policiais”, explicou.

Picada de cobra – O serviço de pronta-resposta do Dioa foi determinante para salvar a vida de um jovem de 13 anos que, no dia 23 de fevereiro, foi picado na panturrilha por uma cobra da espécie surucucu, uma das mais venenosas da América do Sul. O jovem mora na comunidade Cuieiras, na zona rural de Manaus, distante 80 quilômetros da área urbana e sem acesso terrestre.

“Fomos acionados e fizemos o transporte em menos de uma hora, considerando a ida e a volta. Se ele fosse transportado de barco, chegaria em Manaus em três horas”, disse o comandante do Dioa, tenente-coronel Helliton Silva.

Outras três ocorrências foram atendidas pelo Dioa mês passado. O Departamento é acionado diretamente pelas Polícias, Bombeiros ou Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

FOTOS: Acervo/SSP-AM

Sem Comentários

Deixe um Comentário