Apple é acusada de compartilhar dados com o regime da China

Empresa dos EUA negou as acusações de compartilhar dados do Safari com o regime chinês.

A empresa norte-americana Apple voltou a ser acusada de ceder aos desejos do regime comunista da China.

No último domingo (13), a companhia alertou os criadores de conteúdo para o seu serviço de streaming Apple TV + para não ofender o governo chinês.

Esse aviso veio depois que a empresa retirou, restabeleceu e depois retirou novamente um aplicativo chamado “HK map Live”, a pedido de Pequim. O aplicativo estava sendo usado por manifestantes em Hong Kong, como noticiou a RENOVA.

Já nesta segunda-feira (14), parece que alguns endereços IP visitados por usuários móveis do navegador Safari estariam sendo entregues à Tencent, uma das gigantes de internet da China, registra o site TecMundo.

Entretanto, a Apple emitiu uma declaração garantindo aos clientes que as URLs dos sites visitados pelo navegador da empresa não são compartilhadas com seus parceiros chineses.

 

Com Informações do Renova Mídia

Sem Comentários

Deixe um Comentário